Uma hipótese aproximativa entre a generatio aequivoca e as Ideias platônicas na metafísica da natureza de Schopenhauer

Pereira Alves

Resumo


No presente artigo, tive a intenção de expor uma hipótese de aproximação entre os conceitos de generatio aequivoca (geração espontânea) e de Ideias platônicas a partir da metafísica da natureza de Schopenhauer (livro II de O mundo como vontade e representação), com objetivo de sugerir uma explicação para o surgimento da vida das espécies. Para tal empreendimento, o estudo foi dividido em duas partes: na primeira delas, Introdução à metafísica da natureza de Schopenhauer, apresento os principais conceitos que serão trabalhados na segunda parte, intitulada Enfatizando a relação da generatio aequivoca com as Ideias platônicas, na qual busquei aproximar as Ideias entendidas como um processo de constituição das representações (a partir da tese de Eduardo Brandão) com a possibilidade de pensar Schopenhauer como um evolucionista (nesse caso, tendo por base um texto do filósofo Arthur O. Lovejoy).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.