Foucault e a Humanidade

Fillipa Carneiro Silveira

Resumo


Enquanto crítico da modernidade, Foucault é reconhecido pela recusa às grandes narrativas acerca do Homem e do humanismo, opondo-se, por meio da crítica histórica, a toda universalização dos discursos e práticas acerca do humano. Neste artigo, tenho por objetivo explorar alguns enredos dessa problemática, abordando, de um lado, os desdobramentos possíveis da crítica da verdade e, de outro, alguns de seus limites e impasses. Sua confrontação com a leitura althusseriana do conceito de ideologia, que Foucault recusa, parece proporcionar um fecundo campo de problematização de seus trabalhos tardios sobre uma ontologia histórica e crítica de nós mesmos, assim como de outras formas contemporâneas de crítica antropológica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.