Considerações sobre o inconsciente na matéria na filosofia de Bergson

Yago Antonio de Oliveira Morais

Resumo


Trata-se de acompanhar a relação que Henri Bergson estabelece entre o inconsciente e a matéria, em Matière et mémoire. A questão que nos norteia, aqui, é justamente a possível aproximação entre a dinâmica da vida psíquica – que envolve o inconsciente e a consciência – e a própria matéria – que é pensada como análoga à consciência. Se, de acordo com Bergson, a matéria corresponde a um “estado psicológico não consciente”, é preciso investigar se ela seria da ordem do virtual, já que ela é algo a ponto de “tornar-se consciente novamente”. Para tanto, os argumentos de Bergson a favor da reformulação da noção de percepção, representação, consciência e inconsciente, são imprescindíveis. Buscar-se-á responder estas questões a partir de algumas teses de Matière et mémoire, que é a segunda grande obra da filosofia da durée.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.