"Revolta": um poema antigo de Pound

Paulo R. Licht dos Santos

Resumo


“Revolta contra o espírito crepuscular na poesia moderna” faz parte de Personae, terceiro livro de poemas de Pound e o primeiro que publica em Londres, em 1909.Mais tarde, em 1926, Pound também denomina Personae uma versão ampliada do livro de 1909, com o subtítulo: “Poemas Reunidos de Ezra Pound”. Por que Personae para a obra de 1909? Um comentário autobiográfico de Pound no Gaudier- Brzeska, de 1916, pode dar uma pista: “Na ‘busca por si mesmo’, na busca pela ‘sincera expressão de si’, tateia-se, encontra-se algo que parece verdade. Diz-se: ‘Sou’ isto, aquilo ou o outro, e, com as palavras mal pronunciadas, deixa-se de ser a coisa. Comecei esta busca pelo real em um livro chamado Personae, extraindo, por assim dizer, máscaras inteiras do eu em cada poema. Continuei em uma longa série de traduções, que foram apenas máscaras mais elaboradas. Em segundo lugar, fiz poemas como ‘O Retorno’, que é uma realidade objetiva [objective reality] e tem uma espécie complicada de significação (...). Escrevi, em terceiro lugar, ‘Heather’, que representa um estado de consciência ou o indica ou o implica. (...). Essas duas últimas espécies de poemas são impessoais (...)” 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.