A Musa laboriosa e a vitoriosa ode: a segunda Ístmica de Píndaro

Adriano Machado Ribeiro

Resumo


Traduzo inicialmente a segunda Ístmica de Píndaro.
Apresento, em segundo lugar, certas características gerais da
poesia arcaica grega, centrando-me, sobretudo, na lírica coral.
Busco, então, esboçar como nela se encontram determinados
padrões que fazem emergir, sem prescritiva ou regras, diversos
gêneros que se modelam por uma pragmática oral e performática.
Discuto, a seguir, a estrutura básica das Odes dedicadas   aos vencedores dos Jogos  afim de verificar se a Ístmica é ou não um poema epinício.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.