Szondi e Hegel: notas sobre o conteúdo e a forma do drama moderno

Marco Aurélio Werle

Resumo


Pretende-se analisar como Peter Szondi, a partir de um quadro teórico hegeliano,  ressalta a contradição entre a forma e o conteúdo no drama moderno, o qual, por sua vez, conduz ao predomínio do épico sobre o dramático.

 

Szondi e Hegel: notas sobre o conteúdo e a forma do drama moderno


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.