Algumas questões de forma e conteúdo em O Filho Natural

Luciano da Silva Façanha, Maria Constança Peres Pissarra, Igor Fernando de Jesus Nascimento

Resumo


Ao longo desse artigo analisaremos a peça O Filho da Natural, de Diderot, buscando, na escolhas formais do autor (elaboração do incidentes, enredo, trama e discurso), uma relação com seus ideais filosóficos e a concepção inicial do Drama Burguês, traçando um paralelo entre forma e conteúdo. A fim de pôr em relevo os aspectos da forma, trabalharemos com o teatro, com o conceito de ação física de Stanislavski (1982); com estética, na organização da dinâmica do drama proposta por Étienne Souriaux, em As 200 mil Situações Dramáticas (1993); com a análise de linguística voltada para literatura elaborada por Dominique Maingueneau, Élements de la Linguistique pour le Texte Littéraire; por fim, dialogaremos com a filosofia da Ilustração, nos servindo do Discurso sobre a Poesia Dramática, do próprio Diderot e do filósofo brasileiro Franklin de Matos, em seu livro O Filósofo e o Comediante, para tratar da aproximação do poeta dramático e do homem de letras defendida pelo enciclopedista.


Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. Questões de Literatura e de Estética. Tradução de Bernadini et al. 4ed. São Paulo: Editora Unesp, 1998.

BOILEAU. Art Poétique. Paris: Librairie Hachette et Cie, 1881.

_________. A Arte Poética. Tradução e Notas de Célia Berrettini. São Paulo: Perspectiva, 1979.

CARLSON, Marvin. Teorias do Teatro : Estudo histórico-crítico, dos gregos à atualidade. Trad. Gilson César Cardoso Souza. São Paulo : UNESP, 1997

DIDEROT. Le fils naturels et les entretiens sur “Le Fils Naturel”. Canada : Librairie Larousse, 1975.

________ . Discurso sobre a Poesia Dramática. Tradução, apresentação e notas de Franklin de Matos. São Paulo : Editora Brasiliense, 1986.

_________. Obras V: O Filho Natural ou As Provações da Virtude: Conversas sobre O Filho Natural. Traduação e notas de Fátima Saadi. São Paulo: Perspectiva, 2008.

FERREIRA, A.B. Mini Aurélio Século XXI Escolar. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira.

MATOS, F. O Filósofo e o Comediante: Ensaios sobre a literatura e a filosofia da Ilustração. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2001.

SARRAZAC, J.-P. L’Avenir du Drame: Écritures Dramatiques Contemporaines. Laussane (Suisse) : Éditions de L’Aire, 1981.

SOURIAUX, Étienne. As Duzentas Mil Situações Dramáticas. São Paulo: Editora Ática, 1993.

STANISLAVSKI, C. La Formation de L’Acteur. Paris : Petite Bibliothéque Payol, 1982.

VINAVER, Michel. Écritures Dramatiques. Quebec : Babel, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.